Exercícios Para Emagrecer

 

Uma grande dúvida de todos os praticantes de atividade física, de uma forma geral, até mesmo daqueles que buscam a hipertrofia (crescimento) muscular é a diminuição do percentual de gordura ou emagrecimento.

Não existe uma fórmula mágica que resulte nesse tão sonhado emagrecimento, mas existem sim meios que auxiliam neste objetivo. Uma fórmula básica para o emagrecimento é: “ingestão de calorias < consumo de calorias”, ou seja, comendo menos do que se gasta você já conseguiria atingir tal objetivo, mas não é tão simples assim. Essa conta nem sempre bate e manter-se abaixo do que se gasta é difícil. Podemos então lançar mão de meios que facilitem a queima calórica. Confira as recomendações abaixo:

Exercícios de alta intensidade – aumentam o metabolismo basal e auxiliam na queima de calorias. O aumento da intensidade dos exercícios facilita o metabolismo de glicogênio, provindo da absorção de glicose, que auxilia na queima de gordura. Os 2 substratos energéticos são assimilados conjuntamente.

Aumento de volume de treinamento – este é o conceito de utilizar mais do que se consome. Quanto mais se gasta, mais calorias são queimadas, assim a conta bate e as gorduras são eliminadas, ou seja, treinos com mais exercícios, ou mais séries, ou mais repetições, etc, queimam mais. Mas tome cuidado para não exceder muito as suas possibilidades de treinamento e entrar em fadiga extrema (overtraining).

Aumento da variabilidade – exercícios de diferentes tipos auxiliam na queima de calorias. O cérebro necessita de sobrecarga de estímulos novos, quanto menos se permite com que o cérebro se adapte, mais queima calórica é alcançada. Na academia alterne entre musculação e cardio, esta fórmula é altamente eficiente.

Aeróbios/cardio de longa duração – evite, não realize os mesmos “40 minutos” de esteira todos os dias. Lembra-se do que falei sobre variabilidade? O cérebro se acostuma ao exercício e entra em um platô de queima calórica, seu metabolismo diminui e já era a queima eficiente de gordura. Caso você goste muito de aeróbios, alterne entre dias de treinos longos e dias de treinos de alta intensidade e curta duração (HIIT).

AEJ (aeróbico em jejum) – evite! Estudos recentes mostram que apesar de o recrutamento de gordura ser maior, esta gordura não é utilizada. É como se seu organismo estivesse preparado pra alguma atividade, mas não fosse feita tal atividade, ou seja, você não metaboliza a gordura que deveria.

Basicamente é isso. Como eu disse, não há fórmula mágica, o ideal é que seja realizada uma junção de alimentação balanceada e exercícios bem direcionados, além de um bom descanso, claro. Sempre procure profissionais qualificados e mãos a obra!

Obs.: evite aumentar a intensidade e o volume de treinamento ao mesmo tempo. Isto pode ser prejudicial e também causar overtraining (estas duas variáveis são inversamente proporcionais).

Texto escrito por: Rafael Moreira

CREF: 034488-G/RJ
Licenciado e Bacharel em Educação Física/Personal Trainer
Mestrando em Engenharia Biomédica

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/u104781656/public_html/wp-includes/functions.php on line 3721

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/u104781656/public_html/wp-includes/functions.php on line 3721