Consumo de Bebidas Pode Dificultar Emagrecimento

 

VOCÊ CONSOME BEBIDAS ALCÓOLICAS COM FREQUÊNCIA? ENTÃO FIQUE ALERTA!

o consumo de álcool, em geral, tem um impacto significativo sobre o metabolismo e pode ser um fator chave no aumento de peso. Como o álcool não pode ser metabolizado pelo corpo da mesma forma que os macronientes (carboidratos, proteínas e gorduras), seu organismo volta as atenções para metabolizá-lo primeiramente.

METABOLISMO DAS GORDURAS

Quando você ingere simples latinhas de cerveja, elas vão direto para o seu fígado, onde o corpo irá digerí-las. E como o fígado controla sua rotina de trabalho? O fígado, que é responsável pelo metabolismo da gordura, tem uma “lista de prioridades”,organizadas da seguinte forma:
1- Químicos e toxinas (comidas processadas, drogas);
2- Álcool;
3- Gordura.
Se os itens 1 e 2 estiverem em seu organismo, o fígado vai trabalhar bastante para expelí-los primeiramente, deixando a gordura de lado até que os outros dois vão embora. Isso signifca que o fígado está constantemente trabalhando em suas funções diárias e quebrando a gordura de sua alimentação. Quando você bebe álcool, acaba adicionando mais uma tarefa na função do órgão, que vai para o topo daquela “lista de prioridades”. Seu fígado não consegue e não vai processar a gordura
tão rápido e eficientemente quando estiver ao mesmo tempo trabalhando para expelir o álcool, e sendo assim, seu metabolismo desacelera.

METABOLISMO PANCREÁTICO

Outra coisa a se preocupar é que o álcool pode inflamar o pâncreas, apesar de que isso não acontece com toda pessoa, e nem toda vez que bebe uma taça de espumante ou vinho. Mas isso poderia impedir as habilidades do pâncreas de controlar os níveis de açúcar no sangue, auxiliar o sistema digestivo e regular o metabolismo geral, que é uma de suas principais funções. O pâncreas secreta enzimas digestivas como a insulina e o glucagon, dois hormônios que ajudam a regular o metabolismo. Esta inflamação pancreática advinda do álcool pode interferir nisso, e desacelerar o metabolismo por consequência.

E o que falar do estômago? Não ocorre nada demais por lá. Ele participa com uma função secundária no metabolismo do álcool, sendo que nas mulheres apenas 10% do álcool é metabolizado no estômago, o que significa que o pâncreas e o fígado fazem praticamente todo o trabalho sujo para expelir o álcool. Apesar disso, o álcool consumido em excesso pode interferir na absorção de nutrientes pelo organismo.

Em geral, as mulheres têm maior dificuldade para processar o álcool e são mais propensas a estas complicações. Mais uma coisa a se considerar é que, se você estiver fazendo uma dieta e contando calorias, é importante notar que o álcool contém mais calorias por grama que os carboidratos.

Conclusão: Beber, pode. Mas moderadamente. Experimente, no entanto, melhorar suas escolhas e inserir sempre nutrientes saudáveis a sua alimentação.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/u104781656/public_html/wp-includes/functions.php on line 3721

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/u104781656/public_html/wp-includes/functions.php on line 3721